A cara do Rio

Eu e Lucrécio temos dois dias para programas a dois... Quarta é um deles.
Hoje, dobradinha carioca:


Primeiro, a inspiradora pop-exposição de Ziraldo, Zeróis. Há os que não gostem, imagino, mas eu sou cada vez mais fã do multi-artista. É fenomenal ver sua versatilidade, amor á arte e bom humor expressados em telonas. Adorei a turma da Mônica em telões, mas o evento de hoje superou. Além de ser no CCBB, a cara do Rio (e que funciona).
Centro Cultural Branco do Brasil - CCBB Rio de Janeiro, Rua Primeiro de Março, 66, até 19 de setembro. De terça a domingo, das 10h às 22h. Entrada gratuita.


O segundo programa foi inusitado, no Estação Botafogo, também a cara do Rio e um sobrevivente em tempos de Cinemark e Kinoplex.  Claro, o conforto e som nem se comparam, mas a programação é variada, o público idem e o café, mais interessante que o trio pipoca/coca/M&M dos concorrentes.  A escolha Patrik 1.5  não é para os preconceituosos, mas uma saga delicada sobre um casal gay que quer adotar um bebê e encontra alguns imprevistos no caminho.

Segunda-feira tem mais...Curiosamente, meu fim-de-semana está em parte deslocado para estes dois dias. E meu trabalho, parcialmente alocado aos sábados e/ou domingos, mas este é outro post...

Marcadores: ,