O amor tem sabor

Adoro casamentos. Ver uma pessoa querida encontrar seu par é sempre emocionante e especial para mim...
Mas o casamento de Roberto e Suzane também me mostrou como mesmo a complicada e geralmente dispendiosa cerimônia pode se tornar mais simples:


A começar pelo convite: um singelo, porém elegante e-mail me avisa que eu e Lucrécio faremos parte de um pequeno grupo, pois o evento acontece na casa dos noivos, onde o espaço é limitado.
Com jeitinho, passa uma mensagem cada vez mais importante(especialmente para quem tem família gigante como a minha): de que nem sempre é possível chamar todos que queremos, porque é difícil fazer uma festa para cem, duzentas, quinhentas pessoas sem se comprometer financeiramente e energicamente além de nosso limite.
Continua pela cerimônia em si, celebrada por uma juíza conhecedora dos noivos, que nos lê a história de amor dos dois na versão de cada noivo. A trilha sonora?  O violão do cunhado e a voz da sobrinha, emocionada de coração. Outros dois sobrinhos (já pré-vestibulandos...) entregam as alianças.
Simples, bonito e rendeu muitas lágrimas.
Finalmente, uma festa com cara de casa da gente, onde os noivos se divertem e conversam com os amigos.
Como não eram milhares de convidados, pudemos receber atenção e compartilhar nosso carinho. Comidinhas em tigelinhas para que a conversa não fosse interrompida...Conceitos contemporâneos de sustentabilidade, tecnologia a favor das pessoas, focar no essencial, tudo presente de forma natural e intimista.
Enfim, tudo muito simples, como a vida deve ser...


Marcadores: , , , ,