Embrace your flaws

Meu marido sempre diz: "eu não tenho defeitos. Tenho características das quais alguns não gostam".

Piadas á parte, todos nós temos pequenos maus hábitos ou cacoetes comportamentais... E muitas vezes nos flagelamos incansavelmente, exigindo uma perfeição impossível. Um photoshop no nosso jeito de ser.

Eu, por exemplo, sou obcecada por tarefas.  Sempre estou ocupada e isto me atrapalha no fazer nada, tão importante para nosso equilíbrio.  Mas culpar-me por isto não tem me ajudado. Portanto decidi usar minha paixão por tarefas como atalho para o "dolce far niente".  Já descobri duas atividades que me propiciam este momento mais "relax": a drenagem linfática, onde me calo por uma hora e fico divagando. E lavar a louça ou fazer outro trabalho doméstico mecânico.
Também estou fazendo mudanças nas tarefas. Como não uso mais o computador após as 20h, abre-se um espaço para um livro, um filme, uma revista. E dormir mais cedo, o que melhora o desempenho na manhã seguinte.
Enfim, sigo com meu múltiplos deveres de casa (e fora dela), mas pelo menos reconheço que preciso balancear estas escolhas e uso o meu próprio mal como remédio...
E você, qual pequeno defeito pode ser uma grande oportunidade?

Marcadores: