Mais coragem


prlucky.blogspot.com
Comecei o ano e a jornada toda relativizando a minha coragem, blá, blá, coisa e tal. Depois falei da Ahn, coragem, contando um pouco como segurar a onda neste mar revolto. Mas ainda assim, renegando a Coragem mesmo, com C maiúsculo.
Agora resolvi assumir. É preciso coragem mesmo, pronto. Como assim?
sambiblia.blogspot.com
Estes dias andei pensando sobre uma característica minha que se desdobra em várias: não aceitar um elogio. Minha orientadora do Vigilantes, a incrível Lourdes Montarroyos, falava disso na última reunião. Alguém elogiou? Responda simplesmente: Obrigada.  Aceite o cumprimento. Abrace o cumprimento (e o cumprimentador também!).
Pois é, decidi aceitar este elogio. O de que sou corajosa. Até porque preciso de mais coragem para encarar o ano que se inicia. Portanto nada de negar, refutar, agarrar uma modéstia (falsa?) ou minimizar o prejuízo.
Mudar deste jeito, sim, é uma epopeia.  Emagrecer 18 quilos (e ficar oscilando, lutando para ir para a frente!) é um duro trabalho.  Largar um empregaço é muito arrojado. Viver na corda bamba não é moleza...  Parar de trabalhar, voltar a trabalhar e não voltar para os mesmos erros. Não é biscoito.
Não ter culpa quando quer fugir das crianças, podendo ficar com elas o dia inteirinho...
Enfim, é preciso coragem,  persistência, uma certa dose de loucura. E amigos incríveis. E uma família genial.
Mas sobretudo é preciso coragem.

Marcadores: ,