Quem é seu continente?

Nos momentos de revisão da vida, quando não se sabe se o sonho é louco ou necessário.  
Na hora em que você duvida de si mesmo.
Se o trabalho, a amizade ou o amor (e  todas as demais escolhas) são mais fardo do que dádiva.
Nos tempos de mudança, tempestade ou desespero.
Quem é seu continente?
mattsuess.photoshelter.com


Por que somos fluidos, vazando por muitos poros, buscando as estrelas e o chão ao mesmo tempo. 
Por isso precisamos de contorno, forma, limite.
Precisamos de continente. Quem é o seu?


Onde se refugiar quando estamos inebriados por um sentimento de invencibilidade ou derrotados por uma exaustão profunda?
Quem nos sustentará quando os joelhos estiverem bambos, o olhar esgazeado, a cabeça latejando de tantas ideias?
Quem nos resgatará do mergulho no caos, do abandono ao acaso ou destino? Nosso momento de fraqueza que  virá... E quando vier? Quem será seu continente?


O caminho próprio é terreno movediço e pedregoso.  Há emboscadas e sereias ao seu largo. Somos pura vontade e desejo. Precisamos de fronteiras.
Quem é o espelho que nos mostrará nossa verdadeira imagem? Quem é aquele cujos ombros recolherão nossas lágrimas?
Quem te conhece, sabe seus medos e tropeços para apontar o abismo e aparar a queda?
Quem é o seu continente?


Eu conheço o meu e o trago bem próximo de mim.  E você?
"I'll be your mirror
Reflect what you are, in case you don't know
I'll be the wind, the rain and the sunset
The light on your door to show that you're home

When you think the night has seen your mind
That inside you're twisted and unkind
Let me stand to show that you are blind
Please put down your hands
'Cause I see you

I find it hard to believe you don't know
The beauty you are
But if you don't let me be your eyes
A hand in your darkness, so you won't be afraid

When you think the night has seen your mind
That inside you're twisted and unkind
Let me stand to show that you are blind
Please put down your hands
'Cause I see you

I'll be your mirror
(reflect what you are)"
Velvet Underground