O que os olhos veem, o coração sente

Encerrando a série "Cinco Sentidos", falemos de visão: sentido incompreendido e superestimado...
Afinal, tantas vezes cremos que o que estamos vendo é o que todo mundo vê? Ou que tudo que vemos é real?
Quando, na verdade, "O essencial é invisível aos olhos...".
http://olhares.uol.com.br/Claudio%20Marcio

Tenho desde sempre brigado com meus olhos... Primeiro, por conta de dez graus de miopia e um astigmatismo malcriado...
Depois, porque muitas vezes vejo mais o que está dentro da minha cabeça do que o que é de fato real.
É como se tivesse dois pares de lentes:  As corretivas para a miopia e as "leticiativas" que  filtram o que estou vendo de acordo com meus próprios pensamentos e crenças.

Ah, mas será que sou apenas eu? Ou todos nós vivemos sob a ameaça de cair na mesma armadilha?

Mas há muitos tipos de bom olhar:

Olhar para si mesmo
Quantas vezes nos perdermos de nós mesmos, numa rotina automatizada onde nem paramos para olhar-nos no espelho.
Até o belo dia em que nos assustamos com os quilos extras, as novas rugas e as velhas olheiras... Onde estávamos até então? Em que piloto automático havíamos nos perdido?
Para mim, este "choque de realidade" vinha com as fotos. Onde eu nunca me gostava e sempre percebia que estava mais e mais desfigurada de minha essência.
Hoje gosto bem mais de minhas atuais fotografias. Ainda faltam uns dez quilinhos, mas tudo bem. O semblante está bem mais desanuviado!

Olhar para o outro
Se não prestamos atenção em nós mesmos, o que dirá do pobre outro?
Quantas vezes nosso amigo, marido ou  filho está em sofrimento e nem percebemos?
Até mesmo um mero desconhecido merece nosso olhar.
Aprendi com meu amigo Raphael: sempre que disser um não para um pedinte, olhe nos olhos.
Negar dinheiro não é problema, mas não olhar para uma pessoa é praticamente negar-lhe o status de ser humano.

Olhar para a frente
Sou praticante de viver o presente.  Mas olhar para adiante é também valioso.
Vislumbrar que depois de tempos difíceis, é possível que tudo melhore.  Fazer bons planos (e não se apegar demasiadamente a eles).
Mas sobretudo sonhar.  Sonhar e realizar sonhos confere este sabor único à vida.

Olhar com novos olhos
Buscar ver as coisas por um novo ângulo. "E se?'" ... "Por que não?""
Lembrando que os olhos do outros podem nos ajudar neste sentido.
"E se ele estiver certo?". "E se eu tentasse ver por onde ela está vendo?"

Para fechar, uma imagem para inspirar. Afinal, uma imagem vale mais do que mil palavras...
Keukenhof Gardens - Netherlands http://www.thecoolhunter.net)