Presente!

Quantas vezes nosso pensamento está em dois lugares ao mesmo tempo? Estamos com nossos filhos e trabalhando. Estamos com um amigo e o celular piscando. Almoçamos e o telefone nos chama?
Eu andava incomodada com este estado permanentemente aéreo.
Também já sabia que era insustentável: Leo Babauta já havia me prevenido...
Precisei ter uma crise doméstica (empregada grávida com hipertensão...) e viver um caos temporário, para repensar minha vida, minha rotina e - principalmente- minha presença.
Ainda estou praticando (vejam a hora deste texto...), mas já sinto um progresso razoável.
emergefoundation.org.au

Os principais benefícios de fazer uma coisa de cada vez:

Estar de verdade com os filhos
É uma ilusão pensar que as crianças não percebem nossa distração.  Eu andava brincando de malabarista, até ouvir do meu filho: "você só vive no computador". E ai entendi tudo: preciso trabalhar e escrever nos intervalos. Por este motivo, reservei manhãs até 11 horas para estar com as crianças. E o período entre saída da escola e dormir, salvo meus dias de trabalhar à noite e folgas de quinta (dança brasileira, cursos, etc).

Menos tempo com o computador e celular
Sei, este é meu calcanhar de Aquiles, faz tempo... Mas a minha ausência do blog na última sexta é a maior prova de que  estou tentando melhorar.
Não que eu queira pular meus dias de postar (segundas, quartas e sextas...). Mas precisava deste tempo para me recuperar da maratona Odisseia e para descansar.
Também estou desligando a transmissão do smartphone de tempos em tempos e evitando acessar erraticamente a internet...

Esvaziar a mente
Sentia muita dor de cabeça nos últimos tempos. Minha massoterapeuta mágica me alertou: sua cabeça não está parando, vai pifar.
Sou obediente e agora estou buscando calar minhas muitas perguntas e limpar meu prato diário, com determinação. O Odisseia e Onionvation têm exigido cuidados e também estou fechando um trabalho para Adriana Ferreira. Mas tenho sido diligente com horários para cada coisa e focar numa atividade de cada vez, na medida do possível...

Prazer nas pequenas coisas
A tal crise doméstica me deixou sem assessoria nenhuma às segundas-feiras. Nos outros dias, de 11h às 19h. Uma vez por semana tenho assessoria que dorme em casa, mas aí estou  geralmente ocupada com workshops...
Portanto, apliquei a famosa frase: "Se não pode vencer, una-se a eles". E abracei as pequenas tarefas cotidianas com gosto, quase como terapia.
Tenho lavado muita louça e roupa, deixado a casa arrumada. Levo os meninos na escola todo o dia e muito frequentemente ao clube... Assim me concentro em não pensar nada, entregue aos afazeres mais mundanos. Um refresco.

Desta forma se passam estes novos dias, tentando estar mais no hoje, com as pessoas que amo. Simplicidade é fazer (e pensar) uma coisa de cada vez...