Três passos para o equílibrio


Esta semana estou me preparando para zarpar numa viagem meio diferente.. E, sem saber, meu amigo André Dametto deu-me um presente quando publicou um texto inédito meu no blog dele, o Saber Livre.
overmundo.com.br

Presente porque o meu tempo está escasso e vou aproveitar a deixa, republicando aqui o texto. Assim ganho um pouco de fôlego para as malas por fazer... 
"Prazer, sou Leticia… Organizadora de ideias, escritora, mãe e mulher chegando aos quarenta… Já tive uma vida muito desequilibrada, construída ao longo de quinze anos como executiva em multinacionais. Cheguei ao meu limite em 2009, pesando 100 quilos e completamente exausta.  De lá para cá, adotei o viver mais simples como filosofia e, aos poucos, venho ajudando pessoas a encontrar o seu próprio equilíbrio, através da busca de sentido em seus projetos de vida.

Com vocês, Leticia Carneiro como convidada especial no blog 

De tantas coisas aprendidas nesta jornada, quero hoje compartilhar três:
1)     O poder da escolha: equilibrar-se vem a partir de uma escolha. A sua escolha do que vai priorizar e o que vai abandonar. Não é possível fazer tudo. O tempo é limitado. Nosso corpo é limitado.  E sim, escolhas trazem conseqüências: menos dinheiro, menos segurança, menos poder, desagrado alheio. Mas a vida é agora e tão curta. Não espere a doença nem o sofrimento. Escolha ser feliz hoje.
2)     A precisão de ancoragem: equílibrio requer estrutura. Encontre a sua. Para mim: bons amigos, Pilates, alguma terapia.  Dançar, dormir, respirar.  Experimentar, escrever. Ancoragem é o que sustenta nossa coragem de escolher.  Prepare o corpo e o espírito para a jornada. Não é fácil manter o equilíbrio. Mas nada tem o sabor de uma vida do seu jeito.  Para sustentá-la, alma e corpo preparados…
3)     A força de experimentar: Quer mudar a vida para se reequilibrar? Pratique pequenas mudanças. Dê espaço para si mesmo. Tire férias. Diga algum não necessário. Experimente um pequeno gesto que te reequilibre: Uma caminhada na praia.  Cantar bem alto no chuveiro. Um cinema inesperado. Um pouquinho de recolhimento. Um sono bom. Vivenciar o corpo mais livre, mais feliz, mais descansado, é uma memória que alimentará sua coragem, sua perseverança.
Para fechar, um desejo: que você ouça a si mesmo. Desequílibrio vem de muito trabalho, de muita euforia, de muita dedicação, dos excessos. Desequílibrio é natural, até mesmo necessário. Mas se estivermos ouvindo nosso corpo e nosso coração, saberemos nosso limite: escolheremos o que é melhor para nós.  Ancoraremos nosso corpo e espírito.Experimentaremos o que nos reequilibra.
Que tal começarmos hoje?”

Marcadores: , , , , , , , , , , ,