Minha foto
Organizadora de Ideias. Coach. Empreendedora. Escritora. Ex-executiva de multinacionais, por onde navegou 15 anos. Há quatro, cultiva o Viver Mais Simples.

1.3.12

Onde você busca sua fé, quando ela falta?

Quando estamos buscando um caminho próprio, o medo é grande e a incerteza é muita.
Se escolhemos uma estrada desconhecida, por onde passa menos gente ouvimos de dentro e de fora: 
"Você está louca? Isto não vai dar certo!".
Há dias em que tudo vai bem. Projetos, família, dinheiro. Em outros, tudo parece andar para trás.
Como sobreviver nestes momentos sombrios? Como resistir à tentação da rua mais trilhada, mesmo que menos feliz?
Como manter a fé acesa no peito e iluminando nossos passos?


Art Print by Nidhi Channani
Primeiro eu: 


1) Relembrar o plano
"Planos são inúteis, mas planejar é fundamental", ouvi do meu marido, através de fonte que desconheço. 
E realmente não devemos nos apegar demasiadamente a metas: the best goal is no goal.
MInha medida certa são as vontades frouxas, alicerçadas no propósito de seguir um caminho próprio onde ajude pessoas a frutificar.
Quando a fé fraqueja, é boa hora de revisitar este plano.  Ele não é só papel. Ele é fruto de uma reflexão que já tem dois anos, de um viver mais simples experimentado no corpo e no espírito.
Ter uma ideia da direção nos ajuda quando tudo parece sem sentido.


2) Respirar fundo e seguir em frente
A falta de crença no futuro vem e volta. Faz parte de ter feito uma escolha arriscada.
No entanto, antes de fazer algum movimento brusco ou agir sem pensar, respiro fundo.
Como diria Scarlett O'Hara, "Amanhã é outro dia".  Não é prudente adiar decisões indefinidamente, mas é possível esperar mais um dia antes de se desesperar.


3) Cuidar do corpo
Somos nosso corpo.  Às vezes, um descanso ou uma refeição já ajudarão bastante em nossa busca por um pouco de fé.  Outras vezes, um pouco de silêncio (dentro e fora), através de uma respiração consciente, de um fechar de olhos por alguns minutos. Ou quem sabe um banho?
Eu estou comigo.  Se tudo falhar, eu estou comigo. E sou muito.


4) Um bom amigo
Ventilar  nossas preocupações para alguém que saiba ouvir. Às vezes, nem precisamos de resposta, só ouvir nossa própria voz já acalma o coração.
Outras vezes, um bom amigo falará a palavra certa de sobriedade ou aconchego.
Não sigamos sós, vamos de mãos dadas.


5) Raízes fundas
Nossos valores são um incrível sustento para nossa fé.  No meu caso, um grande otimismo, uma firme crença na importância de fazer o bem.
Acreditar que meus ancestrais olham por mim e me guiam.
Saber o que o trabalho é uma força poderosa para transformar o mundo.
Acreditar na magia do acaso e na energia boa que emana de praticar meu próprio chamado.


Assim convoco minha fé, quando ela está fugidia.  Buscando presença, serenidade e a direção suficiente para mais um dia.


Agora você... Onde busca sua fé, quando ela falta?

Este é um post da série: "?". Mais detalhes sobre esta história,AQUI AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário