Plantamos a semente

Hoje, 5 de agosto de 2012, nasce o Coletivo Baobá.
Uma ideia vinda de meu desejo de servir ao mundo, amplificada e fortalecida pelo desejo de outras pessoas queridas buscando servir ao mundo também.
Bárbara, Cristina, Érica, Gisele, Lívian, Lucrécia, Samara e Valéria: nós oito plantamos a primeira semente.
Virão outras.
Imagem: Lucrécio Brasil

Foi um dia de nos conhecermos e também de avançarmos.

O que faremos: um grupo de saltimbancos ajudando comunidades através de workshops, palestras, oficinas, atuando em quatro frentes:


Cultivar o autodesenvolvimento e autoconhecimento. Florescer através da expressão artística e físico-corporal.  Frutificar através do produzir que sustenta. E Cuidar, ao longo do caminho, que há muita tristeza e violência que é preciso acolher.

Temos um plano inicial: uma comunidade (o Vidigal);  uma data (22 ou 23/9); um público (mães e seus filhos).
Agora vamos caminhar no contato com a comunidade, mapear talentos e organizar a grade de atividades do primeiro dia.

Momentos marcantes: lembrar que somos afortunadas quando há aqueles que têm vergonha de dizer onde moram.  Celebrar a generosidade e a possibilidade de aprendermos com a jornada de servir.

Aguardem próximos capítulos desta linda história...

Nosso coletivo acolhe todas as crenças, de fé ou políticas. Mas não somos afiliados a nenhuma organização.
Atuamos de forma independente, mas em parceria.
E se quiser participar: coletivobaoba@nutshellestrategia.com.br

Qualquer talento é bem-vindo. Seja para ministrar as atividades ou ajudar na organização.

Marcadores: ,