A Verdade é a realidade

Durante um de meus processos de ancoragem, ouvi de uma mestra o chamado: A verdade é a realidade.
Simples e difícil assim.
A verdade não é o que queremos, possível ilusão.
A verdade não é o e que esperamos, expectativa  que é esperança com exigência.
A verdade não é o que poderia ser, deveria ser, gostaríamos que fosse.
A verdade é o que é.
O que temos para hoje.
Quanto mais cedo aceitarmos a inexorabilidade deste fato, mais cedo perdoaremos a nós mesmos e aos outros.
Mais fácil será nos desapegarmos de ressentimentos, rancores ou frustrações.
Mais fluida a caminhada.
Arte de Jim Dine

Tarefa duríssima, como todas as que valem a pena nesta vida.
Afinal, é abrir mão de nossas filosofias internas, enraizadas em padrões do passado e fantasias de mudar quem nos rodeia...
Ah, como amamos estas nossas falsas verdades...

Refletindo sobre meus próprios mitos, cheguei a três:

- O mito do sacrifício
- O mito da injustiça alheia
- O mito de que existe um estado virtuoso das coisas e pessoas

Para neutralizá-los, elegi três missões-antídoto. Árduas, mas vitais:

Substituir sacríficio pelo esforço preciso.
Aceitar que nem todos vão me amar como eu sou. E mesmo com os que estão dispostos a tanto, eventualmente terei que renegociar o estar junto.
Abraçar a imperfeição em tudo, sobretudo eu.  Para quem sabe, um dia, amá-la tanto quanto sou (fui) escrava da perfeição.

Tem bem menos glamour e vaidade nesta vida onde não sou mártir, nem justiceira, nem santa.
Mas é bem mais alcançável.

Com este espírito, dou meus passinhos.  Respiro fundo para tentar ficar menos sentida por qualquer coisa. A verdade é a realidade.
O que tenho no meu prato, com isso me nutrirei. O que falta, não é meu para intervir.

Fico um pouco triste, é claro.  Gostava dos meus fantasmas no armário. Um pouco de masoquismo, sem dúvida.
Mas estávamos juntos há tanto tempo...

Para lidar com este novo, ilumino-me com as palavras de Gil, compartilhadas por uma destas poucas que me ama na minha incompletude...

"Abacateiro acataremos teu ato
Nós também somos do mato como o pato e o leão
Aguardaremos brincaremos no regato
Até que nos tragam frutos teu amor, teu coração
Abacateiro teu recolhimento é justamente
O significado da palavra temporão
Enquanto o tempo não trouxer teu abacate
Amanhecerá tomate e anoitecerá mamão"
Gilberto Gil

Sigo assim, amarrando meu arado nesta estrela de viver o presente e ser grata por ele. 
Uma libertação.
Um jeito de viver mais simples.

Marcadores: , ,