2014: o ano do consistir

Hoje é meu aniversário de 41 anos...
Como já é tradicional, tempo de plantar minhas vontades-frouxas.
E o que é isso? 
Semear esperanças. Lançar flechas para o futuro. Tempo de amarrar meu arado a uma estrela de bom tamanho. 
Sem muito aperto, mas com alguma especificidade para eu poder sentir que andei no final do ano.

A reflexão sobre os últimos doze meses foi gestada com bastante calma. Desde outubro do ano passado venho me observando, meditando sobre a estrada.

Minha árvore de 2013 está carregada de frutos, mas paguei um bom preço por este frutificar.  
Por isso, ao repensar o caminho, escolho dar uma forma mais sustentável para mim e meu trabalho, no ano que inicia.
"Consistir" é o tema de 2014...

Consistir significa, entre outras coisas: apoiar-se; basear-se; estear-se; fundamentar-se, respaldar-se.  Constituir-se, limitar-se, reduzir-se, resumir-se.

Apoiar-me em pessoas, saberes e experiência. Para não reinventar tanto a roda. Para não esgarçar-me tanto na (re)construção do caminho.

Resumir-me através de foco e prioridades claras.  Para conseguir, inclusive, resumir meu corpo tão expandido...

Minhas vontade-frouxas ficam então assim:

Estear-me: cuidar muito da minha família essencial, Lucrécio, Léo e Olivia. E cuidar é apoiar crescimentos, para que também eu possa crescer. O que se traduz em:

1) Ajudar Léo na sua jornada por autonomia, rumo ao gol de ir sozinho à escola aos dez anos. Plano de várias etapas: atravessar ruas sozinho; ficar em casa desacompanhado; fazer pequenos trajetos independente e desafios afins.
2) Persistir no cultivo da Olivia um pouco maior: deixar o paninho, dormir no escuro, ficar menos dependente de adultos. 
3) Apoiar Lucrécio em suas buscas pessoais: os projetos profissionais; a viagem a Machu Pichu; a fan page de cinema; a fotografia, o exercício.
4) Aprofundar o exercício de desenhar sonhos comuns para o casal e a família.
5) Planejar a viagem de meio de ano aos EUA, conjugando WDS com férias escolares pela primeira vez.
6) Reconstruir nosso lar enquanto espaço físico, buscando arejamento e organização; sem cantos quebrados ou  tortos.
7) Fazer programas a dois e a quatro, encaixados na possibilidade da vida sem empregada fixa.

Apoiar-me: cultivar presença entre os amigos queridos, inspiração certa para meu caminhar. Traduz-se simplesmente em promover encontros com as pessoas que me iluminam.

Respaldar-me: cuidar de mim através de práticas de ancoragem. As inéditas e as já integradas na minha vida.
1) Sustentar o pulso interno de autodesenvolvimento: terapia, Eliane, Workshop dos Sonhos.
2) Terminar o curso do EcoSocial
3) Cuidar do corpo físico: natação e Pilates.
4) Ir ao World Domination Summit 2014
5) Viagem para Nova York em março.
6) Abraçar os Por que não? que surgirem...

Constituir-me
Fortalecer meu trabalho, respeitando o caminho próprio e honrando o Viver Mais Simples.
1) Escrever o livro Viver Mais Simples.
2) Lançar o site Nutshell/Odisseia.
3) Manter 20 clientes de Organização de ideias.
4) Dois a quatro eventos corporativos.
5) Atingir meta financeira.
6) Expandir o Odisseia para outros empreendedores e outras frentes, com tranquilidade.
7) Avançar com o projeto de trazer Chris Guillebeau ao Brasil
8) Promover ao menos um evento com Álvaro, Érica e Mila da nova frente "Tempo,  Dinheiro e Sentido"
9) Trabalhar pela certificação como coach pela ICF.

Limitar-me, dentro do olhar "Menos é Mais".
1) Sustentar o foco:  Viver Mais Simples + Odisseia + Nutshell
2) Experimentar projetos novos usando o conceito de pequenos experimentos: palestras, pilotos.
3) Espalhar as iniciativas ao longo do tempo, na medida do possível: o livro, a palestra TDS, experimentos Odisseia, projeto Chris Guillebeau.

Resumir-me
Aqui, o olhar é sobre a saúde física, sobretudo, avançar rumo ao peso feliz de 80 kg. Uma meta de bom tamanho é chegar com 90 kg em dezembro.
Dentro deste plano, o que tem sido possível e prazeroso: Pilates, natação.
E recorrer ao Vigilantes do Peso, usando a flexibilidade dos horários na Cinelândia.

Ao sustentar o foco, desejo estar ainda menos cansada em dezembro de 2014.
E numa necessidade urgente para início do ano: fazer um check up.

Estas são as vontades-frouxas de 2014. Algumas menos frouxas, que para o peso há uma urgência.
Que os ventos da minha jornada sejam bons e que abram meus caminhos!

PS: Se quiser conhecer as vontades-frouxas de outros anos:

2013
2012
2011

Marcadores: , ,