Coração Alado

Foram tempos estranhos.
Dias nublados, apertos, agudezas.
Dia após outro, avancei.
Confiei na luz de dentro, amparei-me na luz de fora, persisti.
Ao final deste mergulho, sinto-me plena de voo. Repensei caminhos, ajustei as asas.
O céu brilha azul, incendiado por meus sonhos de bom tamanho e minha bússola desperta.
Novidades virão. Velhas novidades e outras mais jovens.

Paulo Stockler
Sinto-me como se estivesse mais uma vez no início da estrada do viver mais simples, mas na verdade já estive aqui e sabia menos de mim.
Sorvo da experiência com deleite e gratidão. Acaricio as velhas cicatrizes com esperança e brilho no olhar.
Surpreendo-me com a simplicidade do que devo seguir. Orgulho-me da coragem de deixar para trás o que é preciso.
Hoje é um dia feliz.
Piso com os dois pés no meu caminho próprio.
No horizonte, novos planos para o Viver Mais Simples e o Odisseia. Um grosso calhamaço repousa em meu escritório, esperando edição. O calendário se preenche de jornadas heróicas.
No presente, o amor renovado pelo marido, as crianças florescendo, o corpo valsando uma dança mais leve.
No passado, raízes fundas e memórias felizes.

Foram tempos estranhos, mas amo com devoção cada pedra, cada espinho.
Em frente e com tudo, é o vento de hoje.

Marcadores: , , , , ,