Raiar de ano

Imagem: Leticia Carneiro
Voltei das férias de final de ano.
2016 promete muito trabalho e pede muita coragem.
 Sinto-me como no nascer do sol.
O dia ainda gelado, a luz tão pouca. 
Pura promessa.
Caminho na areia ainda molhada de mar e sereno do alvorecer.
Um ano novinho, já com tanto sonho e tanto desafio.
Desafio de sustentar confiança em meio às vozes gritando "Crise! Crise! Crise!"
Desafio de persistir ouvindo minha voz interior entre tantas outras que me convocam para guerras alheias.
Desafio de, ao ser eu, não ferir o outro.
Tateio este lusco-fusco com otimismo, coragem e prudência.
Cometi meus excessos em dezembro e janeiro.
Preciso de serenidade, silêncio e determinação para romper a barra deste novo dia.
Transformei a imagem acima no fundo do celular. Para relembrar da brisa salgada que antecede os grandes dias. 
Para lembrar-me que depois da noite, vem o sol.
Sobretudo, para manter acesa esta esperança de um novo tempo.