Confiar na correnteza

Deixar-se levar pelo rio.
Confiar na dança entre o corpo e a pedra.
Desaguar sem fim.
Tornar-me oceano.

Mergulho no fundo profundo, confiando em meus peixes.
Deixo pérolas, deixo ouro pelo caminho.
Mas o mais precioso é meu coração.
Este, trago bem junto de mim.

Busco a leveza submarina.
Flutuar ao sabor das ondas.
Afrouxo o laço da rédea.

Deixar-se levar.
Desafio para o instinto capricorniano.
É preciso ser impreciso.
Confiar na correnteza